Quinta-feira, 10 de Abril de 2008
Medicina Homeopatica, Homeopatia
Conheça a Medicina Homepática
O que é a Homeopatia?
É um método médico ciêntifico criado pelo médico,biólogo e cientista  alemão Samuel Hahnemann , em 1796, que se fundamenta na Lei dos Semelhantes, citada pelo Pai da Medicina Hipócrates no ano 450 a.C.
Segundo esta lei, os semelhantes curam-se pelos semelhantes, isto é: para tratar um indivíduo que está doente é necessário aplicar um medicamento que apresente os mesmos sintomas que o doente apresenta.
Exemplificando: Se uma pessoa sã ingerir doses tóxicas de certa substância, irá apresentar sintomas como dores gástricas, vomitos e diarreia ; se, por outro lado, for administrada essa mesma substância, preparada homeopaticamente, ao enfermo que apresenta dores gástricas, vomitos e diarreia , com características semelhantes aquelas causadas pela substância em questão, obtêm-se, como resultado, a cura desses sintomas.
Assim a Palavra Homeopatia deriva do Grego Homoeos+Pathos.
Que significa: Homoeos(Semelhante)+Pathos(Cura)- O semelhante cura.
Para os Homeopatas as doenças não se curam, mas sim as pessoas!
As pessoas é que precisam de ser curadas e não as doenças !
É esta a diferença básica de princípios entre a Alopatia e a Homeopatia.
A Medicina Convencional utiliza remédios em doses fisiológicas suprimindo os sintomas.
Enquanto que a Homeopatia utiliza remédios em doses tão diluidas que a sua acção actua nos sistemas: Psicológico,  Neurológico, Endócrino e Imunológico no sentido de curar a pessoa como um todo e não a doença/patologia. A este conjunto de sistemas Hahneman deu o nome de Vital Force.
O que é o medicamento homeopático?
Os medicamentos homeopáticos são preparados a partir de substâncias extraídas da natureza, provenientes dos reinos mineral, vegetal ou animal.
Para que a substância da natureza seja usada como medicamento homeopático, é necessário prévio conhecimento de sua potencialidade curativa, através da experimentação no homem são.
Tais substâncias podem ser tanto tóxicas quanto inertes, desde que, quando experimentadas, ofereçam a melhor similitude aos sintomas da doença a ser tratada. As preparações básicas dessas substâncias recebem o nome de tintura mãe e a partir delas são iniciados os processos das diluições sucessivas.
No início de suas experiências, Hahnemann começou diluindo os medicamentos e verificou que, quanto mais diluía, mais minimizava as reações indesejáveis. Percebeu também que ao fazer diluições sucessivas das substâncias e agitá-las vigorosamente diversas vezes, obtinha sempre melhores resultados, foi assim que ele chegou às doses mínimas. Desta maneira, a toxicidade das substâncias é atenuada e o potencial curativo é aumentado. Ao processo de diluição seguido de agitação, damos o nome de dinamização (dynamis- vem do grego e significa força). Através da dinamização consegue-se despertar ou activar na substância a capacidade de agir sobre a força vital do organismo vivo ( Vital Force ).
Por que a consulta homeopática é diferente da medicina convencional?
A consulta homeopática caracteriza-se por abordar uma série de sintomas e perguntas mais abrangentes do que a consulta de um médico Ortodoxo/Alopáta. Além de fazermos os diagnósticos médicos usuais realizamos uma série de outros diagnósticos homeopáticos.
O Médico Alopáta procura saber qual é a sua Patologia clínica, mas não necessita saber que tipo de pessoa que você é, quais os seus sintomas, ansiedades, de que forma melhoram ou pioram os seus sintomas, no fundo nem sequer precisa de conhecer a sua pessoa.
Ao contrário o Homeopata, precisa de saber (para além da sua patologia clínica) que tipo de pessoa você é, como vive o dia-dia, ansiedades, sono, história familiar, de que forma melhora ou piora perante uma determinada situação,etc...necessita de pelo menos 1 a 2 horas na primeira consulta, para que desta forma possa encontrar o Similimum correspondente a cada caso.
É que cada caso é uma caso diferente, porque todas as pessoas são diferentes, embora as Patologias possam por vezes ser idênticas, a forma como cada um de nós sente, vive o dia-dia, o relacionamento que temos com os outros, a forma como sentimos tudo o que nos rodeia (fisica-psicologicamente) é que nos diferencia uns dos outros como seres Humanos. E é precisamente todo este conjunto de situações e modalidades ( pertencentes a cada um de nós ) que é importante para a Homeopatia Clássica.
A consulta homeopática é mais longa?
Cada ser humano tem o seu “timing” ou seja, algumas vezes chegamos a um diagnóstico rapidamente, entretanto em outras situações, apesar de aplicarmos correctamente todas as técnicas, levamos mais tempo.
O tempo necessário para a realização da consulta médica homeopática dependerá basicamente da qualidade das informações fornecidas pelo paciente, a experiência do médico e os recursos disponíveis para sua realização (livros, computadores, etc). Normalmente a cada regresso do paciente, o médico reavalia os sintomas pelos quais foi prescrito o medicamento, fazendo assim, o que chamamos de uma Nova Avaliação. Avaliações mais frequentes para verificar como está evoluindo um determinado quadro patológico (amigdalite, pneumonia por ex.) chamamos de Revisões. As Novas Avaliações e Revisões são solicitadas pelo médico com a finalidade de dar seguimento ao tratamento homeopático, sendo imprescindíveis para o seu sucesso.
A Medicina Homeopática assenta em 3 princípios:
1º - SIMILITUDE OU LEI DA ANALOGIA Procura-se a semelhança entre o quadro de queixas (designado sintomatologia) apresentado pelo paciente e o equivalente (similia) da substância homeopática, administrada experimentalmente ao homem saudável, em doses "tóxicas" e que se chama patogenese. Aqui por sintomatologia, refiro não apenas aos sintomas mas também os seus sinais, ou seja, também os dados objectivos da observação do paciente.
2º - INFINITESIMALIDADE Dar substâncias muito diluídas (em doses infinitesimais) desprovidas de toxicidade, que agem como um catalisador por processos de biorres-sonância, amplificando os mecanismos homeostáticos do organismo. A partir da 12ª diluição centesimal (12C), segundo a lei de Avogadro, já não encontramos moléculas da substância e daí a ausência de iatrogenicidade. A diluição pressupõe uma agitação (sucussão), que se designa por dinamização, sem a qual o efeito é nulo.
3º - GLOBALIDADE Encarar o doente como um todo, o que leva à sua individualização (e do remédio/similia), definir a sua constituição (parte "estável" do indivíduo), o seu temperamento (parte dinâmica e variável) e observar as suas reacções patológicas (ou "homeostáticas).
De acordo com estes princípios, escolhemos o medicamento que actua pela qualidade e não pela quantidade: usa-se a energia da matéria e não a sua massa; segundo a lei da conservação da energia de Einstein - numa reacção nuclear em que há desaparecimento de uma massa M, há aparecimento de uma quantidade de energia E, ou seja, quanto mais se divide a matéria, mais energia se obtém. A prescrição de um medicamento homeopático, assenta na correlação entre dois grupos de sintomas o que apresenta o doente e o quadro descrito na Matéria Médica (livro com a compilação das patogenesias) para o medicamento indicado.
Pode dizer-se que o medicamento entrelaça-se (funde-se) com a homotoxina que causou a doença, estimulando os mecanismos homeostáticos do organismo, através da indução da formação de novas enzimas, para curar ou desbloquear os danificados, ou para normalizar o material genético; isto é claro nas doenças físicas, especialmente nas infecciosas, nas devidas a intoxicações e nas doenças auto-imunes. Nas doenças psíquicas já a explicação não é tão compreensível, se bem que quando se trata de efeitos provocados pelo stress, este funciona como uma homotoxina, diminuindo a imunidade, e aqui o mecanismo de actuação da Homeopatia poderia ser o referido.

 

Personalidades famosas que são adeptos e seguidores de Homeopatia:
Numerosos médicos e cientistas líderes convencionais que tiveram coisas extremamente positivas a dizer sobre homeopatia incluem:
Sir William Osler (o "pai da medicina moderna"), Adolph Emil von Behring, MD (o "pai da imunologia"), Charles Frederick Menninger, MD (Fundador da Menninger Clinic), Agosto Bier, MD (o "pai da raquianestesia"), C. Everett Koop, MD (antigo Surgeon General, E.U.), Brian Josephson, PhD. (Nobel Laureado & Cambridge professor).
Presidentes Norte Americanos que seguiram e são seguidos por Homeopatas: Lincoln, Tyler, Hayes, Garfield, Arthur, Harrison, McKinley, Coolidge, Harding, Hoover, e Clinton)
2 Primeiros-Ministros Britânicos (Disraeli e Tony Blair).
Muitos escritores literários Norte Americos que muito escreveram sobre Homeopatia e a seguiram: Ralph Waldo Emerson, Henry Wadsworth Longfellow, Louisa Alcott Maio, Nathaniel Hawthorne, e Mark Twain
Europeus como Goethe, Sir Arthur Conan Doyle, Alfred Lord Tennyson, e George Bernard Shaw
Grandes Desportistas que usam medicamentos homeopáticos: incluindo David Beckham, Martina Navratilova, Boris Becker, e muitos mais.
Muitos Músicos de classe mundial adeptos da Homeopatia incluindo: Ludwig van Beethoven, Robert Schumann, F. Chopin, Sir Yehudi Menuhin, Cher, Tina Turner, Paul McCartney, George Harrison, Pete Townshend, Annie Lennox, Bob Weir, Paul Rodgers, Axl Rose , Moby, Jon Faddis, e Dizzy Gillespie (este ultimo escreveu uma frase celebre “tive 2 grande revelações na minha vida uma foi o Jazz a outra foi a Homeopatia” ).
Várias celebridades do cinema e TV têm beneficiado de homeopatia, incluindo estrelas, como Sarah Bernhardt, Douglas Fairbanks, Jr., Marlene Dietrich e John Wayne… e algumas das estrelas modernas, incluindo Catherine Zeta-Jones, Lesley Ann Warren, Pamela Anderson, Jane Seymour, Suzanne Somers, Lindsay Wagner, Michael York, o Dr. Phil McGraw e Robin, Priscilla e Lisa Marie Presley, Jennifer Aniston, Jade Jagger, Tobey Maguire, e Orlando Bloom.


Com mais de 200 anos de evidência clínica de back-up, a eficácia da Homoeopatia, e com uma boa filosofia que lhe está subjacente,a homeopatia é talvez a única modalidade de saúde verdadeiramente científica no mundo!

Como e em que me poderá ajudar a Homeopatia?
Como vimos anteriormente a Homeopatia não trata a doença, mas sim a pessoa (não é a doença que tem de ser curada mas sim a pessoa).
E trata a pessoa como um todo. Para isso o Homeopata encontra o Similimum correspondente a cada individuo, no sentido de actuar no seu Vital Force.
Assim, o processo de cura é natural, seja qual for a Patologia Clinica do individuo. O objectivo é curar toda a pessoa como um todo.
Desde urgências: paragens cardiacas (acidentes cardio-vasculares), AVC, pancadas na cabeça, desmaios, gripes/constipações, Pneumonias, Bronco-pneumonias, Bronquiolitis, enjoos, Ansiedades, cortes, ematomas, mordidas de animais...etc...
Patologias Crónicas como: Cancro, Diabetes, Artrite-Reumatoide, Osteo-Artrite, Patologias do foro Neurologico, Ansiedades, Menopausa, Antropausa, Irregularidades sexuais (masc. e femin.), Arterio-esclerose, doença de Parkinson, Alzeimer, Psoríase, Infecções (várias), Asma, todas as fobias, Parelesias, etc....
É uma Medicina Segura e fiável para grávidas, idosos, jovens ou recém nascidos.
Porque os remédios Homeopaticos :
- São 100% seguros, mesmo durante a gravidez;
- Não são tóxicos;
- Não criam dependência

 

Carlos Alberto Oliveira Costa Gonçalves, Ph.D, DHM (Pract.)
Doctor of Homeopathic Medicine (Practitioner)

 





publicado por Carlos Gonçalves homeopata às 22:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Carlos Alberto Oliveira Costa Gonçalves
pesquisar neste blog
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Medicina Homeopatica, Hom...

arquivos

Abril 2008

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds